Diost
;
Baixar Bula

Descrição

Diost é um medicamento indicado para tratamento dos sintomas dolorosos das lesões da endometriose. A ingestão de um comprimido por dia de Diost leva à redução do tecido afetado (endométrio) e diminui os sintomas associados, como por exemplo, dor pélvica e sangramentos menstruais dolorosos. 

Diost 2Mg C/30 Comprimidos.

Ingredientes

Dienogeste, dextroalfatocoferol, croscarmelose sódica, hipromelose, celulose microcristalina, lactose monoidratada, amido, dióxido de silício, estearato de magnésio, álcool polivinílico, dióxido de titânio, macrogol, talco, óxido de ferro preto, corante laca amarelo de quinolina, mica e polissorbato 80.

Outras informações

A eficácia de dienogeste pode ser diminuída em caso de esquecimento da tomada do medicamento, vômitos e/ou diarreia intensos (ocorrerem dentro de 3 a 4 horas após a ingestão de um comprimido). Em caso de esquecimento, tome apenas um comprimido assim que se lembrar e continue no dia seguinte a tomar os comprimidos no horário habitual. Um comprimido não absorvido devido a vômito ou diarreia deve ser igualmente substituído por outro comprimido. Diost não é indicado para crianças antes da menarca. A segurança e eficácia de dienogeste em adolescentes (menarca a 18 anos) ainda não foi totalmente estabelecida. Você não deve tomar Diost se apresentar qualquer uma das condições descritas abaixo. Caso você apresente alguma das condições a seguir, consulte seu médico antes de iniciar o uso de Diost. - se você apresenta coágulos sanguíneos (distúrbio tromboembólico, trombose). - se você tem ou já teve doença arterial grave, incluindo doença cardiovascular, como ataque do coração (infarto), derrame ou doença do coração que diminui o fornecimento de sangue oxigenado ao coração. - Se você tem diabetes mellitus com lesão de vasos sanguíneos; - Se você tem ou já teve doença grave do fígado e o funcionamento do seu fígado ainda não voltou ao normal; - Se você tem ou já teve tumor no fígado (benigno ou maligno); - Se você tem ou já teve algum tipo de câncer que pode se desenvolver sob a influência de hormônios sexuais (por exemplo, câncer de mama ou dos órgãos genitais); - Se você tem sangramento vaginal de causa desconhecida; - Se você for alérgica ao dienogeste ou a qualquer outro componente de Diost (veja o item “Composição”). Registro M.S: 1.1462.0009. 

Artigos Relacionados

...
endometriose – inovação na abordagem terapêutica Dra. Célia Regina da Silva - CRM 41959-1 Coordenadora de Genitoscopia da Maternidade Escola da UFRJ Delegada da SOBRAGE – Rio de Janeiro Mestre em Ginecologia – FCMSCMSP A endometriose acomete de 6% a 10% das mulheres em idade reprodutiva, sendo que a prevalência em mulheres assintomáticas varia de 2% a 50%
...
endometriose: uma doença inflamatória, de origem epigenética e a ação do dienogeste em seu tratamento Dra. Célia Regina da Silva - CRM 41959-1 Coordenadora de Genitoscopia da Maternidade Escola da UFRJ Delegada da SOBRAGE – Rio de Janeiro Mestre em Ginecologia – FCMSCMSP Dr. Hugo Maia Filho - CRM 5239 Professor de Reprodução Humana na UFBa Faculdade de Medicina de 1980 a 2015 Coordenador Médico do Instituto da Mulher Itaigara Memorial Hospital Dia Doutor em Medicina pela Universidade Federal da Bahia A endometriose é uma doença ginecológica bastante comum, sendo considerada uma patologia benigna na fase reprodutiva da mulher. Define-se endometriose como a presença de glândulas e estroma endometrial em localização extrauterina, o que induz uma reação inflamatória crônica nos tecidos afetados.1 Sua principal característica é provocar dor: dor pélvica crônica, dismenorreia, dispareunia. Esses sintomas dolorosos têm sido vinculados a uma deterioração na qualidade de vida das mulheres afetadas.2